Após cerca de quatro horas de invasão, militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) deixaram o tríplex do Guarujá, no litoral paulista, no início da tarde desta segunda-feira, 16. Foi este imóvel que levou o ex-presidente Lula para a prisão, condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

No início da tarde, a Polícia Militar informou aos sem-teto que poderia ser obrigada pela Justiça a cumprir a reintegração de posse e pediu que eles se retirassem voluntariamente. O MTST decidiu, então, sair do imóvel pacificamente. Cerca de 50 pessoas participaram da invasão.