A Polícia Rodoviária Federal (PRF) adquiriu novo dispositivo que tem a função de aferir com máxima precisão a velocidade, distância, tempo e aceleração dos veículos envolvidos em acidentes de trânsito, é o acelerômetro.

O policial Diogo Paiva, que faz parte da equipe de perícia em acidentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF-SE), explica os benefícios com a chegada do novo equipamento: “É um equipamento que vai melhorar a precisão dos levantamentos e dar mais celeridade na conclusão de perícias de acidentes com mortes nas rodovias federais em Sergipe”, afirmou.

Peritos da PRF terão equipamento de reconhecimento internacional

Paiva explicou que o equipamento trabalha para verificar os coeficientes de arrastamento do veículo, e de desaceleração, possibilitando obter a real desaceleração do veículo no momento da frenagem em um determinado acidente.

Atualmente, o acelerômetro é utilizado nas atividades de investigação de acidentes de trânsito pela Guarda Civil Espanhola, pelo IPTM (Institute of Police Technology and Management) e pela Northwertern University, sendo as duas últimas instituições americanas, e todas elas referências mundiais na área de perícia em acidentes de trânsito.

Nesta segunda-feira, 7, os agentes de trânsito e parceiros começaram a ser capacitados a usar o equipamento. Durante toda a semana, os agentes federais serão capacitados pelo instrutor norte-americano, Todd Schaeffer, General Manager da marca fabricante do equipamento, adquirido com recursos do Poder Judiciário do Estado de Sergipe.