A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) iniciou nesta segunda-feira, 22, a segunda etapa de vacinação contra gripe, aumentando o número de públicos prioritários que devem receber a dose nas 45 unidades da rede. A primeira etapa ocorreu entre os dias 10 e 17 de abril, dando atenção especial às gestantes, puérperas até 45 dias após o parto e crianças menores de seis anos. Neste novo ciclo, a prevenção foi expandida para outros grupos prioritários até o dia 31 de maio.
Os demais grupos prioritários são: indivíduos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde na ativa; professores de escolas públicas e privadas; povos indígenas; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes entre 12 e 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.
Todas essas pessoas podem visitar as unidades, entre 7h30 e 16h30, apresentando o relatório médico comprobatório da sua condição de prioridade, o cartão de vacinação e a identidade. No caso dos trabalhadores, um comprovante do trabalho, o que pode ser um contracheque ou mesmo a carteira de trabalho.  As portas estão abertas, todo e qualquer usuário que esteja dentro destes parâmetros poderá ser imunizado em qualquer uma das unidades, seja na região onde reside ou não.
É importante que os aracajuanos procurem a imunização ainda no início da campanha, sobretudo os idosos e as crianças, os grupos prioritários com maior número de membros. As etapas não são exclusivas, ou seja, os públicos que foram priorizados na primeira etapa, mas não se imunizaram, podem procurar as unidades da mesma maneira. Assim como fez o senhor João Batista, 64 anos, morador do São Conrado. “Assim que soube da vacinação fiz questão de vir. É muito importante esse tipo de iniciativa, porque busca proteger a gente, é um cuidado que temos que ter”, ressalta.
Em um momento em que ganha adeptos teorias sem nenhum respaldo científico como o movimento “anti-vacina”, é fundamental que os cidadãos estejam bem informados, para o próprio bem e da sua comunidade.  “O vírus está apenas esperando uma chance para se proliferar, por isso quanto mais pessoas estiverem imunizadas, os riscos de contágio são reduzidos. A vacina não traz nenhum malefício, não traz nenhum dano colateral”, explica a gerente da UBS Sinhazinha, Priscilla Costa.
Dia D –  No dia 4, acontecerá o “Dia D” da vacinação contra a gripe, quando as unidades básicas funcionarão exclusivamente para imunização. Desta vez, todos os aracajuanos, sem exceção, poderão receber a dose da vacina, basta que apresentem documento de identificação e cartão de vacinação.
Por Secom Município
Foto: Sérgio Silva PMA